Explique o que se entende por natureza dupla da luz?

A natureza dupla da luz significa que, em alguns experimentos, a luz se comporta como uma onda. Em outros experimentos, a luz se comporta como uma partícula.

Em 1801, Thomas Young brilhou luz entre duas fendas adjacentes. As ondas de luz interferiram entre si e formaram um padrão alternado de faixas claras e escuras; as faixas de luz são as interferências construtivas e as faixas escuras são as interferências destrutivas. Se a luz consistisse em pequenas partículas, as faixas alternadas de clara e escura não teriam ocorrido.

Esta imagem explica:
upload.wikimedia.org

No 1905, o experimento de efeito fotoelétrico de Albert Einstein mostrou que um feixe de luz podia ejetar elétrons de um metal. Ele propôs que a luz consiste em fótons com uma energia que dependia da frequência (#nu#) da luz e que um fóton com uma frequência acima de um certo nível (#nu_o#) teria energia suficiente para ejetar um elétron. A luz estava se comportando como um fluxo de partículas, como balas de metralhadora.

Esta imagem mostra a tendência:
chemistry-batz.wikispaces.com

(menor comprimento de onda = maior frequência)

Deixe um comentário