O que são antibióticos sensíveis, intermediários e resistentes?

Responda:

Para alcançar a simplificação, é utilizado um esquema padronizado de avaliação baseado em limiar, no qual o grau de eficácia do medicamento é caracterizado como suscetível, intermediário ou resistente.

Explicação:

O objetivo dos testes de susceptibilidade a antimicrobianos é prever o sucesso ou falha in vivo da antibioticoterapia.

Susceptível (anteriormente sensível): uma cepa bacteriana é considerada suscetível a um determinado antibiótico, quando é inibida in vitro por uma concentração de medicamento que está associada a uma alta probabilidade de sucesso terapêutico.

Intermediário: a sensibilidade de uma cepa bacteriana a um determinado antibiótico é considerada intermediária quando é inibida in vitro por uma concentração do medicamento associada a um efeito terapêutico incerto.

Resistente: diz-se que uma cepa bacteriana é resistente a um determinado antibiótico quando é inibida in vitro por uma droga conc que está associada a uma alta probabilidade de falha terapêutica.

A classificação 'intermediário' significa que o organismo pode muito bem ser eliminado em partes do corpo que são facilmente acessíveis pelo medicamento (por exemplo, trato urinário), enquanto o mesmo pode não ser adequadamente eficaz contra os mesmos organismos, se estiver localizado em outro local ( por exemplo, meningite).

O teste de sensibilidade é usado para determinar o tratamento antibiótico correto para uma infecção e monitorar as alterações na resistência bacteriana aos antibióticos.

Deixe um comentário