Qual é a meia-vida radioativa do carbono 14?

O Carbon-14 tem uma meia-vida no ano 5,730, o que significa que a cada ano 5,730, cerca da metade do C-14 de um artefato se deteriora no isótopo estável (não radioativo) do nitrogênio-14.

Sua presen√ßa em materiais org√Ęnicos √© a base dos radiocarbonos que datam de amostras arqueol√≥gicas, geol√≥gicas e hidrogeol√≥gicas. As plantas fixam o carbono atmosf√©rico durante a fotoss√≠ntese; portanto, o n√≠vel de 14C em plantas e animais quando morrem √© aproximadamente igual ao n√≠vel de 14C na atmosfera da √©poca. No entanto, diminui a partir de decaimento radioativo, permitindo que a data da morte ou fixa√ß√£o seja estimada.

A datação por radiocarbono é usada para determinar a idade dos materiais carbonáceos até cerca de 10 anos da 60,000. Após cerca de um ano do 50,000-60,000 (ou aproximadamente nove meias-vidas), a quantidade de C-14 restante geralmente é pequena demais para ser mensurada com confiabilidade.