Quantos orbitais atĂŽmicos existem em um subshell?

VocĂȘ pode determinar quantos orbitais os g-subshell teria usando NĂșmeros quĂąnticos.

https://www.boundless.com/chemistry/textbooks/boundless-chemistry-textbook/introduction-to-quantum-theory-7

O nĂșmero quĂąntico do momento angularou #l#, diz a vocĂȘ subcamada em que um elĂ©tron estĂĄ localizado. Os valores de #l# Corresponde a

#l = 0 -># s-subshell;
#l = 1 -># p-subshell;
#l = 2 -># d-subshell;
#l = 3 -># sub-casca
#l = 4 -># g-subshell;

O tipo de orbital que um subshell contĂ©m Ă© fornecido pelo nĂșmero quĂąntico magnĂ©ticoou #m_l#, que, como vocĂȘ pode ver, pode assumir valores que variam de #-l# para #+l#.

Desde uma g-subshell Ă© descrito por um nĂșmero quĂąntico de momento angular igual a 4, vocĂȘ terĂĄ um total de

#underbrace("-4, -3, -2, -1, 0 ,+1, +2, +3, +4")_(color(blue)("9 orbitals"))#

A equação que indica o tipo de orbital presente em um subshell é

#m_l = 2l + 1#

Mais uma vez, o nĂșmero de orbitais presentes em um g-subshell serĂĄ

#m_l = 2 * 4 + 1 = 9#