Qual é o modelo Bohr para neon?

Dois inv√≥lucros de el√©trons ao redor do n√ļcleo, contendo el√©trons 2 no inv√≥lucro n = 1 e el√©trons 8 no inv√≥lucro n = 2.

O modelo do √°tomo de Bohr descreveu o √°tomo como uma s√©rie de n√≠veis de energia chamados de conchas qu√Ęnticas principais, a uma dist√Ęncia progressivamente maior do n√ļcleo. O primeiro desses inv√≥lucros √© capaz de armazenar at√© dois el√©trons, depois est√° cheio e os el√©trons come√ßam a preencher a pr√≥xima concha, etc. Essa estrutura dos inv√≥lucros √© refletida na estrutura de a tabela peri√≥dica.

Come√ßando com o n√ļmero at√īmico para um √°tomo, sabemos o n√ļmero de pr√≥tons no n√ļcleo, que ser√° o mesmo que o n√ļmero de el√©trons (para um √°tomo, n√£o um √≠on). Come√ßamos colocando el√©trons no inv√≥lucro mais interno (n = 1) e, quando estiver cheio, o pr√≥ximo inv√≥lucro pode aceitar at√© el√©trons do 8. Depois disso, a situa√ß√£o fica um pouco mais complicada, pois o n√≠vel de energia n = 3 pode conter el√©trons 18, mas aceita apenas 8 deles antes que n = 4 comece a encher ...