Pergunta #0c88c

Responda:

O √ļnico paramagn√©tico √© o sel√™nio.

Explicação:

A paramagn√©tico esp√©cies ter√£o um configura√ß√£o eletr√īnica que mostra el√©trons n√£o emparelhados. El√©trons n√£o pareados s√£o o que far√° com que o respectivo √°tomo (ou √≠on) seja atra√≠do para um campo magn√©tico.

Se o oposto √© verdadeiro, ou seja, uma esp√©cie tem sem el√©trons emparelhados na sua configura√ß√£o eletr√īnica, que essa esp√©cie ser√° diamagn√©tico.

Ent√£o, tudo o que voc√™ precisa fazer √© escrever as configura√ß√Ķes eletr√īnicas (usarei nota√ß√£o abreviada de g√°s nobre) para todas as esp√©cies listadas.

Comece com o √≠on cloro, #Cl^(-)#. Desde que o cloro neutro tenha El√©trons 17, o √Ęnion ter√° 18, um el√©tron a mais. Isso trar√° o √≠on cloro para o configura√ß√£o eletr√īnica de arg√īnio, um g√°s nobre.

#"Cl"^(-): [Ar]#

Como uma configuração de gás nobre não tem elétrons emparelhados, resultará em um espécies diamagnéticas.

#Ar: 1s^(2) 2s^(2) 2p^(6) 3s^(2) 3p^(6)#

A mesma id√©ia se aplica aos c√°tions b√°rio e esc√Ęndio. O b√°rio neutro √©

#"Ba": [Xe] 6s^2#

Se voc√™ remover os dois el√©trons mais externos, obter√° a configura√ß√£o de g√°s nobre do xen√īnio. Mais uma vez, isso resultar√° em uma esp√©cies diamagn√©ticas.

#"Ba"^(2+)": [Xe]#

Da mesma forma,

#"Sc": [Ar] 4s^(2) 3d^(1)# #-># #"Sc"^(3+): [Ar]# #-># espécies diamagnéticas.

Isso nos leva ao sel√™nio, #"Se"#. Sua configura√ß√£o eletr√īnica √© assim

#"Se": [Ar] 4s^(2) 3d^(10) 4p^(4)#

Agora, você ficaria tentado a dizer que o selênio também não possui elétrons emparelhados, mas estaria enganado. Aqui está o porquê

http://en.wikibooks.org/wiki/High_School_Chemistry/Electron_Configurations

Na verdade, o selênio possui elétrons não emparelhados 2 no orbital 4p, o que o torna paramagnético.