Como você encontra a pressão de vapor, dado o ponto de ebulição e o calor da vaporização?

Você faz isso usando o Equação de Clausius-Clapeyron, que permite estimar o valor pressão de vapor a outra temperatura se a pressão de vapor dessa substância for conhecida a alguma temperatura, desde que você também conheça entalpia de vaporização.

A forma mais útil do Clausius-Clapeyron é

#ln(P_2/P_1) = -(DeltaH_("vap"))/"R" * (1/T_2 - 1/T_1)#, Onde

#P_1# - a pressão de vapor dessa substância a #T_1#;
#P_2# - a pressão de vapor dessa substância a #T_2#;
#DeltaH_("vap")# - a entalpia de vaporização.
#"R"# - a constante de gás - geralmente expressa como #8.314# #"J/K" * "mol"#.

Agora, é importante saber que, em condições normais, tudo ferve em 1 atm. Um líquido ferve quando a pressão de vapor é igual à pressão externa e, como estamos no 1 atm, é a pressão de vapor de uma substância no ponto de ebulição.

Aqui está um exemplo de como aplicar essa euação.

A pressão de vapor para uma substância em #34.9^@"C"# is 115 torr. Sua entalpia de vaporização é #"40.5 kJ/mol"#. Qual é a temperatura de fixação?

Desde que nenhuma menção seja feita sobre pressão, assumiremos que estamos 1 atm. Isto significa que a pressão de vapor desta substância no ponto de ebulição é 760 torr, o equivalente a 1 atm. Tão,

#ln(760/115) = -(40.5 * 10^3J/(mol))/(8.314J/(K * mol)) * (1/T_2 - 1/(34.9 + 273.15))#

#1.89 = (-4.87 * 10^3)/T_2 + 15.8 => T_2 = (-4.87*10^3)/-13.91 = 350K#

Sob condições normais, esta substância ferve a #350# #"K"#.

Deixe um comentário